Projeto Cadeia Produtiva da Caprinocultura

Projeto Cadeia Produtiva da Caprinocultura

Escrito em 01/06/2020
Revista Minérios


A caprinovinocultura é uma das atividades mais antigas na região do Nordeste brasileiro em função da vocação natural dos seus habitantes, condições climáticas propicias, além de outros fatores. O Nordeste conta com a maior concentração de rebanhos (ovinos e caprinos), caracterizados pela criação em sistema extensivo de manejo, considerado como tradicional pelos criadores. Para muitos trata-se de uma atividade de subsistência com pouca especialização produtiva, mas de elevada importância social e econômica para médios produtores rurais ,contribuindo no fomento da economia regional.

O Projeto Cadeia Produtiva da Caprinovinocultura se desenvolveu a partir de 2017, com base em Diagnóstico Socioambiental realizado em 2011, através de investimentos sociais da Mineração Caraíba S/A (MCSA), contribuindo para a melhor compreensão e adoção de práticas socioambientais sustentáveis com informações e ferramentas para a estruturação e organização da cadeia produtiva de forma profissional e rentável.

O projeto é conduzido com o apoio da Consultoria Sertanejo através da execução de sete ciclos sucessivos de intervenções juntos aos produtores das áreas de influência dos empreendimento da MCSA, com a aplicação de inovações, melhores práticas, técnicas e ferramentas apropriadas aos pequenos e médios produtores rurais, valorizando as potencialidades e costumes locais, considerando os recursos e limitações de cada produtor e região, tendo como consequência também a preservação do Bioma da Caatinga. Tem o objetivo de organizar e fortalecer a base produtiva da caprinovinocultura. Dentre as tecnologias utilizadas se destacam a produção de forragem animal, melhoramento genético dos rebanhos e processos de beneficiamento dos produtos (carne e leite).

A Mineração Caraíba S/A, está localizado no distrito de Pilar, município de Jaguarari (BA). A distância entre a sede do município de Jaguarari ao local do empreendimento é de 95 km e de 14 km do distrito de Pilar.

A Mineração Caraíba vem contribuindo com a economia da região, como também, fazendo parte da história das comunidades das áreas de influência dos empreendimentos nos municípios de Jaguarari, Curaçá e Juazeiro, na Bahia. A sua atuação social vai além do atendimento aos compromissos firmados por lei, cumprimento de condicionantes socioambientais, manutenção de um canal de comunicação aberto e transparente com as comunidades locais e instituições públicas e privadas.

A empresa mantém equipe especializada à frente das ações sociais mantendo o contato direto com os stakeholders e desenvolvendo relacionamentos duradouros e de confiança com essas comunidades, buscando integrar as operações com as atividades socioeconômicas da região com a minimização dos seus impactos e, no sentido amplo, um legado positivo pela transmissão de conhecimentos e boas práticas em sustentabilidade.

Manejo sustentável

O presente trabalho tem por finalidade demonstrar as boas práticas implantadas através do Projeto Cadeia Produtiva da Caprinovinocultura, parte integrante do Programa “Sustentabilidade Rural no Semiárido” da Linha de Base “Sustentabilidade”, contribuído para a organização da cadeia produtiva da caprinovinocultura, potencializando a produção de forma profissional com responsabilidade para atender a demanda de mercado, além de propor orientações  de manejo intensivo de forma a proporcionar a preservação ambiental do bioma Caatinga.

Em 2018 a MCSA iniciou a implantação de dois laticínios que se enquadram na categoria de indústria de médio porte, com potencial de se tornarem empreendimentos de grande porte.

Seus portfólios de produtos contemplam a produção de variedades de queijos, requeijão cremoso, bebidas lácteas, iogurtes dentre outros. A produção estimada de cada laticínio com a ampliação da base de produtores cadastrados e a produção certificada pelo Selo de Inspeção Estadual da Agência de Desenvolvimento, Econômico, Pecuária e Agricultura do Estado da Bahia (SIE – ADAB), será de 1.000 mil litros de leite por dia em cada laticínio, com a estrutura atual, sem demandar investimentos adicionais.

No momento estão sendo processados 1.500 litros de leite/mês com a produção de 150 quilos de queijos ao mês, com potencial de crescimento de fornecedores e de mercado.

A Mineração Caraíba busca através desse trabalho contribuir para a adoção de melhores práticas ambientalmente responsáveis e de sustentabilidade para a empresa e seus stakeholders, além de levar conhecimento e preparo dos grupos comunitários para o processo de organização da cadeia produtiva de forma profissional.

De uma maneira geral, o projeto vem apoiando as comunidades na organização da atividade e no aspecto profissionalizante dos produtores, fortalecendo e valorizando a caprinovinocultura com resultados positivos para atender a demanda de mercado e oportunidade na geração de renda e emprego e o mais importante, a inclusão social para as famílias do semiárido baiano.

AUTORES



André Cirilo Campos Germani, gerente de sustentabilidade



Rafael Sene Rocha, médico veterinário da Consultoria Sertanejo



Hercules Martins Félix, técnico agrícola



Marailza Gomes Félix Almeida, analista de meio ambiente e comunidade



Uandilei Gonçalves Santana da Silva, analista de meio ambiente e comunidade



Maria do Carmo Damásio de Brito, consultora socioambiental